O nó dos livros


Sabem o que é um Nó dos Livros?

Não...?!

Então descubram...

Este é um livro que parte dos nós que conhecemos (o da garganta, os dos dedos, os dos marinheiros, os da madeira...) para chegar ao Nó dos Livros.

As ilustrações são da Gabrilea Sotto Mayor

Edição Trinta por uma linha

5 comentários:

Rita Vilela disse...

O livro é LINDO!!!
A poesia e o cuidado nas palavras, a sensibilidade da mensagem, a metáfora constante.
Lê-se uma primeira vez, lê-se uma segunda vez, e a descoberta continua…
É um livro que recomendo a pessoas de todas as idades.
Parabéns, Margarida!!!

Margarida Fonseca Santos disse...

Obrigada, Rita... Eu sabia que ias gostar, eu sabia! Que bom... Bjs enormes, minha parceira de metáforas

Prof. Dália Santos disse...

Já li na semana passada, mas ainda não tinha podido deixar aqui o comentário!... Eu sei que me repito, mas foi um prazer enorme ler este livro, como, aliás, acontece com todos os outros! Concordo com a Rita, é um livro para todas as idades, pelo menos é aquilo que eu costumo chamar de um "falso livro para crianças"... a mim fez-me pensar em vários nós que às vezes me atormentam e que custam a desatar! Parabéns pela beleza da mensagem, pela sensibilidade, pela leveza das palavras e pela tua criatividade inesgotável... e, já agora, quero que saibas que hoje passei um tempinho contigo... estive a ler Coisas Pequenas e também fiquei encantada (adorei especialmente a "cobra" - fartei-me de rir - e o gafanhoto verde).
Abraço apertadinho, cheio de saudades!

Prof. Dália Santos disse...

... Imperdoável, esqueci-me de referir um "pormenor" (que marca a diferença): as ilustrações! Gostei muito: fazem com que a história tenha um brilho especial! Que parceria feliz... É muito bom quando o ilustrador consegue interpretar (e ajudar-nos a "ver") o que está para lá das palavras! Parabéns!

Margarida Fonseca Santos disse...

Pois, em relação às ilustrações foi mesmo um "casamento" feliz. O livro ganha uma dimensão muito especial.
Agradeço-te imenso as tuas palavras em relação ao Nó dos Livros. Acredita - para mim, foi escrever como se ultrapassam os nós da minha vida. Um grande beijinho