Livro - De zero a dez

De zero a dez
A vida no silêncio da dor

Sinopse:
Leonor é uma mulher a braços com uma doença crónica, sem saber como conviver com o cansaço da dor e da dor do cansaço. Vê a sua vida espartilhada por condicionantes que influenciam o dia-a-dia, mas também o futuro.
É através da ajuda de amigos, de uma relação médico/doente equilibrada, que reencontra uma vida a que pode chamar sua, onde a felicidade e o empenho no trabalho passam a ser uma realidade concreta, possível e enriquecedora, uma vida onde a dor deixa de ser o centro.

Este é um romance sobre a dor crónica. É igualmente um livro terapêutico, onde os caminhos e as estratégias para lidar com a doença se revelam a cada passo. É, sobretudo, um romance com esperança por dentro.


Nota de Autor:
Há circunstâncias que nos obrigam a parar e mudar. Foi isso que me aconteceu quando percebi que teria de adaptar a minha vida às possibilidades reais deixadas em aberto por uma patologia músculo-esquelética. Não foi fácil, nunca é. Sendo a palavra a minha forma de comunicar, a ideia foi-se instalando em mim: porque não escrever sobre quem coabita todos os dias com a dor crónica, o cansaço e as limitações?Foi assim que surgiu este livro. É o somatório de experiências pessoais, minhas e das pessoas que aceitaram partilhar comigo o seu viver diário, num entrançado de crises e soluções, sonhos e frustrações, medos e esperanças. Tinha como objectivo dar conforto a quem é doente, mas também ajudar quem com ele convive a entender as limitações e as forças, seja numa vida em comum, no trabalho ou na amizade. Espero ter conseguido atingi-lo. A mim, organizou-me por dentro e deixou-me em paz com a doença.
Margarida Fonseca Santos

Nova formação online para professores


 
M01/14

CURSO:
ESCRITA CRIATIVA NA ESCOLA: CRESCER A ESCREVER

Preço normal: €140
Preço reduzido: €120
Preço de associados: €100


Maio: 8, 15, 22 e 29
Junho: 5, 12, 19 e 26 de Junho
Julho:  3  e 10 de Julho
(19.00-21.30)
Formação totalmente a distância

Ainda há vagas
Início previsto para Maio de 2014



Formação a distância

25h online
 1 crédito

Margarida Fonseca Santos

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário
(Todos os grupos)



Voltas que a Vida Dá

Psicoterapia em Discurso Direto
de Margarida Cordo

Tenho tido a sorte de contar com a leitura e apresentação de Margarida Cordo de romances que escrevi em áreas do sofrimento emocional, afectivo e mental. Conhecê-la foi, sem dúvida, um presente abençoado. Para além disso, acompanho o trabalho no Pensamento Cruzado (TSF, com Vítor Cotovio e Mésicles Helin), podendo, todos os dias, reflectir sobre a vida, as emoções e o crescimento pessoal.
Tive a honra e o prazer de apresentar o mais recente livro de Margarida Cordo, Voltas que a Vida Dá, na Livraria Ferin. Desde que comecei a lê-lo, nasceu em mim a vontade de divulgá-lo para além do lançamento, pois sinto que terá de chegar a quem dele precisa, a quem interessa, a quem tem curiosidade sobre o que é a psicoterapia. É uma obra demasiado importante para ficar escondida.
Que livro é este, então?
Se há livros que podem ir salvando o mundo de cada um, Voltas que a Vida Dá é um deles. Numa escrita interessante, rica e irrepreensivelmente estruturada, vamos percorrendo sessões de psicoterapia. São muitos e variados os assuntos que desfilam capítulo a capítulo: o tempo, o suicídio, honestidade e coragem, o envelhecimento, os filhos, e muitos mais, susceptíveis de fazer vibrar, no seu interior, cada um dos leitores. Em todos os relatos, a voz da terapeuta vai levando o paciente de encontro às verdadeiras questões, as que podem provocar a mudança.
Paralelamente, lendo estes diálogos, cada um de nós encontra pequenas partes de si mesmo, sendo igualmente levado a pensar e a crescer, o que é admirável. Contribui para a consciencialização destes pedaços de nós a reflexão que Margarida Cordo inclui a fechar cada assunto, incitando o leitor a ir ainda mais longe.
Numa secção final, aparecem cartas de pacientes que, desta forma, puderam falar com aqueles que viram partir ou sair das suas vidas, encontrando na escrita de uma missiva o caminho para a sua paz interior.
É interessante saber que, para cada um dos temas abordados, foram compiladas e misturadas histórias de várias pessoas diferentes. Segundo a autora, “a leitura deste livro corresponde a um desafio empático de, «colocando-me na pele de alguém que não sou eu», aprender com a vida dele/a”. O desafio é lançado a cada linha, e o leitor não tem como fugir – através de cada caso exposto, aprende muito sobre si mesmo e sobre o mundo dos outros, algo tão esquecido nos dias apressados em que vivemos. Também é de realçar o papel da espiritualidade na vivência do mundo, tratada neste livro com profundo respeito, confiança e esperança.
A dado momento, aparece este raciocínio:
«Nada está feito, mas faz-se; nada está acabado, mas continua-se; nada está consumado, mas investe-se. (…) Trabalho a debater existências. (…) Às vezes sou feliz. Outras tantas invento a felicidade que, por profissão e convicção, empresto aos que tenho diante de mim.»
É assim esta psicoterapeuta, Margarida Cordo. Capaz de levar os que com ela se cruzam a um novo patamar de consciência, mudança, paz, serenidade perante as adversidades.
«Os meus pacientes são um enorme motivo de gratidão por quanto me têm alertado e por me darem a oportunidade de descobrir uma missão essencial: a de lhes atenuar o sofrimento, ajudando-os a valorizar a vida como um dom, ímpar e irrepetível e/ou a crescerem como pessoas implantadas numa sociedade e numa família. Sou, indubitavelmente, mais completa porque também eles existem na minha vida ou passam por ela de um modo único.»

Também os leitores deste livro se sentirão mais completos ao lê-lo. Obrigada, Margarida, por este seu livro.

(ouvir aqui o Pensamento Cruzado sobre o livro)

25 de Março, 18h30, Voltas que a Vida Dá












Na terça-feira, dia 25 de Março, às 18h30, na Livraria Ferrin, Lisboa,
terei o enorme prazer de apresentar o livro
Voltas que a Vida Dá - Psicoterapia em Discurso Direto
de Margarida Cordo

Este é um livro de pensamentos, afectos, soluções e recuos, um livro de uma grande intensidade e beleza e que deixa, quem o lê, mais consciente de si e dos outros. Um livro que promete dar a volta à nossa vida ao lê-lo, não o percam. Um livro onde ouvimos falar pessoas como todos nós.

Conhecemo-nos quando publiquei o livro De Nome, Esperança, e a amizade será para sempre.
Já estivemos juntas a falar deste romance, e depois Margarida Cordo teve a amabilidade de apresentar o romance Deixa-me Entrar na Tua Vida.

De cor e salteado

É verdade!

Os nosso primeiros ouvintes do CantaStórias já cresceram e não nos esquecemos deles.

Aqui está o novo espectáculo
De cor e salteado

Em Lisboa, será no dia 29 de Março, às 16h, no mesmo espaço - Cine Teatro Gymnásio, no Chiado.

Mas atenção, há digressão:
10 de Maio - Olhão
7 de Junho - Lisboa
5 de Julho - Maia
4 de Outubro - Lisboa
2 de Novembro - Aveiro
6 de Dezembro - Lisboa

Texto e música meus e orquestrações de Francisco Cardoso.

Personagens:
Maestro - Filipe Valentim
Palavra - Carmina Repas
Tabuada - Alexandra Pedro

Músicos:
Carlos Garcia e Paulo Carvalho

Produção da equipa fantástica Genius y Meios

Agenda de Março - 2014

Aqui fica o que vou andar a fazer em Março


Município da Vidigueira







20 de Março
Curso de Escrita Criativa, às 16h30, Agrupamento de Escolas Miradouro de Alfazina
Professores

Cursos Ícone - 29 de Março 
• Filipa Melo – 15 de Março Margarida Fonseca Santos – 29 de Março Possidónio Cachapa – 5 de Abril• Luís Carmelo – 12 de Abril• Richard Zimler – 3 de Maio• Dulce Maria Cardoso – 17 de Maio• Mário de Carvalho – 7 de JunhoJoão Tordo – 5 de Julho

29 de Março - CantaStórias "De cor e salteado"
Cine Teatro Gymnásio no Chiado, em Lisboa

SPGL 5 e 19 Fevereiro 2014


 Nos dias 5 e 19 de Fevereiro, estarei a dar formação nas Jornadas Pedagógicas do SPGL.

Para permitir a quem já fez a 1ª formação, no ano passado, uma continuidade no trabalho e a quem se inscrever pela primeira vez uma visão da escrita criativa na escola, andaremos à volta de novos exercícios e novos olhares sobre o texto.
(informações)

Venham daí!