Altamente!!!

É verdade - está finalmente pronto o livro de Treino Mental, ALTAMENTE

A Edicare apostou nele com tanto entusiasmo como eu, e estará protinho para a Feira do Livro.
As ilustrações são de Joana Jesus.

O que é este livro? Deixo-vos aqui o texto que o descreve:

«Se está com este livro nas mãos, deseja certamente mudar alguma coisa na sua vida, ou na dos seus filhos e/ou alunos. Todos nós, num momento ou noutro, já tivemos a sensação de lutar com a nossa mente, sem saber como dominá-la.
Quando as coisas correm bem, achamos que tivemos sorte. Quando correm mal, achamos que somos incapazes, fracos ou que alguém nos boicotou.
Será verdade? Não, de todo.
Quase sempre, fomos nós, a nossa mente, a provocar o desfecho, bom ou mau. É sobre isso que vamos falar! Vamos descobrir como podemos ser mais positivos, mais atentos e eficazes, mais seguros, e, sobretudo, como podemos ensinar as crianças a fazê-lo.

Venha perceber como a mente e os objetivos podem ter um resultado altamente benéfico para todos!»

Curso em Ponta Delgada

WORKSHOP DE ESCRITA CRIATIVA PARA ADULTOS
Margarida Fonseca Santos em S. Miguel

A escritora vem a São Miguel já no dia 26 de Maio com a sua editora (Leya).
O EscreVIVER (n) os Açores não quis perder a oportunidade de trabalhar com esta autora e organizou um workshop de escrita criativa para adultos que decorrerá a 26 e 27 de Maio, em horário pós-laboral, nos Ginásios Da Vinci.
Para inscrições e mais informações, os interessados devem contactar o EscreVIVER através do email escreviveracores@hotmail.com

Conheces alguém assim? - lançamento

18 de maio | 10:30 | EB 2,3 José Cardoso Pires Amadora 

Com a presença de:

Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, Fernando Egídio Reis 
Diretora do Agrupamento de Escolas José Cardoso Pires, Cristina Madaleno
Margarida Fonseca Santos (escritora)  e Raquel Pinheiro (ilustradora)
Comissário do Plano Nacional de Leitura, Fernando Pinto do Amaral 
Secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade,  Teresa Morais

Um livro para ler!


De Vera de Vilhena

Acabei ontem à noite a leitura deste extraordinário livro. Que pena chegar ao fim!
Este livro, do género fantástico, mostra-nos a mestria de Vera de Vilhena ao escrever, não só na forma, como no conteúdo, e na vastidão de interpretações que pode suscitar. Que grande livro!
Não quero contar o enredo, para que a leitura não perca a sua magia, mas posso dizer-vos as perguntas que em mim suscitou:
– É preferível saber toda a verdade, ou podemos viver melhor com alguma dose de esquecimento?
– Esta vida que levamos, feita de pressas, corridas de vária ordem, de angústias e contas (do que recebemos, do que damos, do que poderíamos ter, do que outros têm), faz sentido assim, ou poderíamos trocar tudo isto por um tempo mais tranquilo que nos permitisse apreciar cada dia como o único?
– Quais os limites entre protecção e manipulação? Queremos ser protegidos, ou não? E abdicamos de quê?
– A simplicidade pode, ou não, estar aliada à felicidade real?
E poderia continuar…
Acredito que um livro que nos provoca, que nos deixa ora a favor, ora contra, que nos obriga a pensar se, na mesma situação, faríamos o mesmo, cumpre na íntegra o papel da arte: provocar, suscitar dúvidas, fazer crescer, ganhar consciência do nosso mundo e do mundo dos outros.
Parabéns à Vera de Vilhena – espero que o próximo não demore muito a aparecer!
Deixo-vos a sinopse, já que é pública… E mais não digo. Leiam!


Nesta narrativa fantasiada, com um pé na realidade, o leitor irá conhecer Mnemon, o rapaz que não dorme; Oto, o gigante ciclope; Rigoletto, o Repórter; Organtina, a ninfa do lago; Eloque, o Orador; Ratatosk, o corcunda; Furfuris, o duende doméstico…e muitos outros seres tornados extraordinários, no dia em que Melquisedech os subtraiu ao Outro Mundo, para lá do Mare Ignotum, e os levou para a Ilha de Sono, onde ninguém entra e de onde ninguém sai. Encerrados na sua própria idade pela magia deste druida feiticeiro, usam o talismã que os mantém protegidos, numa frágil cúpula, a salvo de angústias e maldições. Habitam um lugar limpo e sedutor e têm a profissão no nome. Ninguém nasce, ninguém morre. As mulheres usam a lã de ouro dos rebanhos para esfregar tachos e escudelas. Cristalina, a Árvore do Esquecimento, é o freixo que amadurece cristais multicolores, a moeda de troca que as cuique suums entregam em cada casa. Conseguirá Melquisedech manter este mundo perfeito, onde todos parecem viver felizes?

Dia Internacional do Livro Infantil

Uma história em 77 palavras, com ilustração de Francisca Torres, e que saiu na revista
Pais&Filhos há uns anitos...
Porque a leitura faz voar

Era uma vida simples de lagarta. Acordar, comer, rastejar, conversar… Vivia entretida no meio das folhas, tinha tudo o que precisava.
Certo dia, quis viver num mundo só seu. Construiu um casulo e isolou-se. Mas não estava triste. Numa cabeça de lagarta, não há tristeza. Assim ficou, imaginando-se linda… Que tonta!
De repente, apeteceu-lhe romper tudo e… voar?! Nova tontice, pensou. As lagartas não voam… Ai não?, perguntou a Natureza. Voam, pois.
E voou, não conseguiu resistir!

CANTASTÓRIAS - De cor e salteado 2015

Aqui ficam as datas e locais, guardem na agenda!!!

Leiria – 28 março – 16h00
Teatro Miguel Franco  

Coimbra – 11 abril – 16h00
Auditório do Conservatório de Música de Coimbra

Guimarães – 9 Maio – 16h00
São Mamede - Centro de Artes e Espetáculos de Guimarães

Portalegre – 6 junho – 16h00
Centro de Artes do Espectáculo de Portalegre

Santa Maria da Feira – 3 outubro – 16h00
Cineteatro António Lamoso

Castelo Branco – 7 novembro – 16h00
Cine-Teatro Avenida

Loulé – 5 dezembro – 16h00
Cine-Teatro Louletano

São três, as personagens: a Música, a Matemática e a Língua Portuguesa vão estar em palco e, importantes como sabem que são, cada uma vai mostrar que é a mais absolutamente fundamental na vida das pessoas. Só que…
Só que… já imaginou um mundo com Matemática, mas sem palavras nem ritmos? Ou um mundo de Música, mas sem organização matemática? Ou com as palavras, mas sem a harmonia dos sons?
Pois! Isso mesmo é o que as crianças e os adultos irão perceber neste espetáculo, com muitas músicas, palavras e até…  uma banda de rock, ao vivo!
Estreado em 2014, este espetáculo original tem textos e músicas de Margarida Fonseca Santos e orquestrações de Francisco Cardoso.

Se mora em Leiria, Coimbra, Guimarães, Portalegre, Santa Maria da Feira, Castelo Branco ou Olhão prepara-se! O Cantastórias - De Cor e Salteado vai mesmo à sua cidade 

Quem faz o Cantastórias – De Cor e Salteado?


As Personagens/Músicos
Maestro – Filipe Valentim (voz/saxofone/flauta)
Palavra – Carmina Repas (voz/viola de gamba)
Tabuada – Alexandra Pedro (voz)
Os músicos
Carlos Garcia – piano/clarinete
Paulo Carvalho – percussão/guitarra